quinta-feira, 20 de abril de 2017

Doutor Oculto - O primeiro Super herói ou Pulp Hero?


Nome: Doutor Oculto
Alter ego:Richard Occult
Filiações: Sociedade da Justiça, Sentinelas da Magia, Brigada dos encapotados
Poderes: Diversos poderes graças a suas habilidades de mago e ao artefato o simbolo dos sete, imortalidade.
Criado por Jerry Siegel (escritor) Joe Shuster (desenhista) os mesmos criados do super homem, sua primeira aparição foi em 1935 na revista New Fun Comics pela DC, seu formato narrativo se assemelha ao utilizado pelos super heróis modernos, apesar de ter sido criado 3 anos antes do Super Homem (O primeiro super herói moderno).

Ele foi criado para ser um detetive noir com habilidades sobrenaturais.

Origem:
Em 31 de dezembro de 1899, em algum lugar do Meio-Oeste norte-americano, quando um culto demonista tentou invocar Satã para descer à Terra no limiar do novo milênio. Para isso, tinham de oferecer como sacrifício duas crianças inocentes, um menino chamado Richard  e uma menina chamada Rose, roubadas de uma família. Mas algo deu errado, e o chamado foi atendido por outra criatura terrível chamada Koth, e não por Satã.

Mal-humorado e ameaçador, Koth imediatamente declarou que de nada lhe serviria duas almas inocentes, pois sua preferência era por espíritos corruptos e pecadores. Assim, quando o relógio da igreja mais próxima tocou as 12 badaladas anunciando o novo milênio, Koth devorou todos os membros do culto - e provavelmente deve ter se deliciado com suas almas corruptas e pecadoras. Na confusão, os dois garotos - Richard e Rose - foram salvos por um homem chamado Zator, que os levou para a Cidadela dos Sete, uma poderosa organização de místicos.
(Rose Psychic a contra parte do Doutor Oculto)
Depois de passarem anos estudando as artes ocultas, Doc e Rose mudaram para Nova York e abriram uma agência de detetives especializada em mistérios sobrenaturais. Atualmente, Richard e Rose são uma combinação de irmãos, amantes e alter-egos um do outro.

Em uma de suas aventuras Doutor Oculto foi ferido mortalmente após seu verdadeiro nome ser descoberto, Rose então fez um ritual ao qual unia as duas almas, durante o dia Rose viveria e durante a noite seria a vez do Doutor Oculto, depois de um tempo eles puderam decidir a qualquer momento quando um poderia surgir entre os vivos.

Durante a segunda guerra mundial ajudou a sociedade da justiça, virando mais tarde seu membro reserva, é membro dos sentinelas da magia e foi um dos professores de Tim Hunter (livros da magia).

Poderes: Um dos magos mais poderosos do universo dc, Dr. Oculto é um mago; ele pode criar ilusões, telecinésia, hipnose, pode ficar invisível e pode converter seu corpo e o de outros o tocando em fantasmas. Ele também aparentemente não envelhece segundo os padrões humanos, mantendo a mesma aparência dos anos 30, talvez sendo imortal. O Símbolo dos Sete (o artefato que carrega consigo) permite exorcismo, reflexão de raios, proteção contra magias e causar temor nos inimigos. O Símbolo também agiu, junto com a bateria do Lanterna Verde Alan Scott como um elo entre os místicos do Universo DC, para criarem um ritual que aprisionou os demônios da Sombra do Antimonitor em Crise nas Infinitas Terras. O sensor psiônico permite detectar ondas de pensamentos maus. Doutor Oculto tem os talentos de detetive e de ocultista.

Muitos consideram o Dr Oculto como o primeiro super heroi, mas para alguns estudiosos é apenas um herói Pulp, que como o Fantasma e outros estiveram a frente de seu tempo, apesar de que ao contrario do Fantasma, o Doutor Oculto não esteve em tiras, mas sim em revistas em quadrinhos cujo modo narrativo foi igual ao do Super Homem que é considerado o primeiro super herói. 

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

O Visão Original da Timely Comics

GoldenAgeVision.jpg
Nome: Visão
Alter ego:Aarkus
Filiações: Invasores
Poderes:voo, capacidade de criar frio ou gelo, teleportação por fumaça, capacidade de criar ilusões de si mesmo
Criado por Joe Simon e Jack Kirby pela Timely Comics que se tornaria a Marvel Comics em 1940
Um policial da dimensão chamada " o mundo fumaça", enquanto procurava por um planeta para exilar um criminoso acabou descobrindo a terra, conhecendo o cientista Markham Erickson, mais tarde deixando o criminoso em Júpiter, em seguida começou a combater o crime na terra, porem foi enganado pelos Nazistas para lutar ao lado deles contra os Aliados, mas acabou descobrindo a verdade e se unindo aos esforços de guerra contra os Nazistas, inclusive se unindo ao grupo conhecido como Invasores.

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Darkman

Resultado de imagem para darkman
Alter ego - Peyton Westlake
Filiações: Nenhuma
Criação - Sam Raimi e Ivan Raimi em 1990
Habilidades especiais - cientista, medico e geneticista, habilidades físicas sobre humanas, incapacidade de sentir dor, capacidade de criar mascara e pele artificial que imitam o tecido humano, porem elas só duram até 99 minutos e caso ele fique nervoso suas habilidades físicas se ampliam mas o tecido das mascaras se desfaz, mais tarde nos quadrinhos o tecido dura até 24 horas, e em algumas versões ele consegue recuperar sua pele danificada com seu novo tecido orgânico e volta a conseguir sentir dor ou tato.
Peyton Westlake antes e depois de ser atacado por mafiosos

Peyton Westlake é um cientista que pesquisa peles sintéticas para auxiliar no tratamento de deformidades. Quando seu invento esta quase totalmente desenvolvido ele é atacado e brutalmente espancado em seu laboratório e deixado lá com uma bomba. Após a explosão, fica horrivelmente desfigurado e é tratado com uma forma radical de terapia: uma cirurgia que secciona seus nervos, bloqueando qualquer sensação dolorosa pois, se fosse deixado como estava, a dor perduraria pelo resto de sua vida. Porém, o seccionamento dos nervos não impede apenas a sensação dolorosa, mas qualquer resquício do sentido do tato. Como efeito colateral, a falta de sensações físicas induz seu organismo a liberar uma enorme descarga de adrenalina em seu sangue, o que o deixa com uma personalidade constantemente agitada e mesmo descontrolada, além de lhe conceder resistência sobre-humana e uma força física equivalente à de dez homens. Quando consegue dominar-se, começa a arquitetar um plano para vingar-se de todos os que o perseguiram, usando para isso os resultados de sua pesquisa que possibilitam a ele assumir a identidade de qualquer um através de máscaras feitas com a pele sintética. Existe apenas um problema, a pele começa a se desintegrar após 99 minutos.
Oficialmente Darkman vive no mesmo universo de Evil Dead, os dois são obras criadas por Sam Raimi

Inicialmente Sam Raimi e Ivan Raimi planejavam criar Darkman para os quadrinhos, quando os dois ainda eram jovens, infelizmente nunca encontraram um desenhista ou editora interessada na publicação, assim quando Sam Raimi se tornou um diretor de cinema decidiu fazer um filme sobre o personagem que aconteceu no filme Darkman de 1990, a qual o então desconhecido ator Liam Neeson interpretou o personagem, o filme foi um sucesso de bilheteria ganhando duas continuações e um plano atual para uma serie de tv.

Após o sucesso do filme, a Marvel Comics começou a publicar uma mini serie de 9 edições e uma revista com o personagem, onde apresentou novos inimigos e até um super vilão criado por Sam Raimi que seria usado em uma continuação que nunca existiu para o cinema do personagem, recentemente a Dynamite começou a publicar uma revista com o personagem onde mostrava que ele vive no mesmo universo que Ash de Evil Dead.

Após o sucesso da serie Ash Versus The Evil Dead, existiram muitos rumores que o personagem poderia aparecer na serie ou que fosse criado uma serie só sua, porem Sam Raimi disse que isso será difícil devido a vários problemas burocráticos.

O Primeiro Vigia


O Vigia da Charlton estreou três anos antes de Uatu
Todo fã da Marvel conhece Uatu, alienígena gigante e careca da raça dos Vigias - seres quase tão antigos quanto a criação do universo, que só observam e registram os acontecimentos históricos sem nunca interferirem. Se bem que Uatu quebrou esse juramento algumas vezes para ajudar os habitantes do planeta Terra, em particular, seus amigos do Quarteto Fantástico. 

 A primeira aparição de Uatu aconteceu em Fantastic Four 13 (abril/1963), sendo uma criação conjunta de Stan Lee (roteiro) e Jack Kirby (arte). Com o passar do tempo, suas participações se tornaram mais corriqueiras, levando-o até mesmo a ganhar uma série solo intitulada Contos do Vigia, nas páginas de revistas como Tales of Suspense, Silver Surfer e Marvel Super-Heroes. Ele também se tornou o narrador oficial de What If? (E Se..., no Brasil), e por aí vai...  Contudo, três anos antes, a concorrente Charlton Comics publicou em Mysteries of Unexplored Worlds 18 (maio/1960), a curiosa "The Forbidden Formula" ("A fórmula Proibida", numa tradução literal), sobre um alienígena chamado Codin, da raça dos... ora, veja só... Vigias! O roteiro dessa HQ é comumente atribuído a Joe Gill, e os desenhos a Bill Montes.
As características e motivações do Vigia da Charlton são similares às do personagem da Marvel 
Assim como os Vigias da Marvel, esses da Charlton eram enormes, carecas, vestiam um camisolão e também observavam tudo que acontecia nas outras civilizações. Só havia uma diferença: eles tinham a missão de interferir, caso algo muito grave pudesse colocar em jogo a existência do próprio universo. Foi o caso de Codin, que veio à Terra para destruir uma fórmula devastadora criada por um cientista desavisado.  Stan e Jack nunca comentaram qualquer influência, mas o fato do arte-finalista em Fantastic Four 13 ser justamente Steve Ditko, notório colaborador da Charlton nos anos 1960, poderia indicar que ele participou, em algum nível, da concepção do Vigia da Marvel.
Esse cabeçudo também é parecido com Uatu, não?
Se não bastasse a incrível semelhança entre os personagens dos gibis, durante a terceira temporada do seriado televisivo Além da Imaginação (Twilight Zone) de Rod Serling, precisamente no episódio 24 - ou 89, na sequencia geral -, intitulado "Para Servir o Homem" (março/1962) um alienígena da raça dos kanamitas vem ao nosso mundo para nos trazer conhecimento e paz. E adivinhe: o kanamita tinha quase três metros de altura, era cabeçudo, careca e vestia um camisolão (interpretado por Richard Kiel, o "Jaws", de James Bond).  Será que Kirby desenhou o Vigia após assistir o episódio na televisão? Teria Ditko mostrado a HQ da Charlton para Stan? Ou seria mesmo tudo uma grande coincidência? Em meio a esse mistério de natureza cósmica, Uatu permanece em silêncio absoluto em seu refúgio lunar... e ninguém tem acesso aos seus arquivos secretos.

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

O Sombra 1994




O Sombra é um personagem de histórias policiais criado originalmente para os programas de rádio na década de 1930. Seu criador foi Walter Brown Gibson, sob o pseudônimo Maxwell Grant. Trata-se de um impiedoso vingador mascarado que é, na realidade, o milionário Lamont Cranston (Kent Allard nos quadrinhos e livros). Na transmissão pelo rádio, vários atores emprestaram sua voz ao Sombra, entre eles Orson Welles. A noiva do Sombra, Margo Lane, era dublada por Agnes Moorehead. O personagem foi publicado em revistas pulp e adaptado para tiras de jornal, revistas em quadrinhos, séries de televisão, cinema e vídeo game.  O personagem viria a tornar-se uma grande influência sobre a evolução subseqüente dos super-heróis das histórias em quadrinhos, em particular, o Batman.

Pode conferir o filme para baixar aqui

domingo, 9 de outubro de 2016

Frankenstein


Frankenstein
Alter Ego - Adam Frankenstein, Prometheus, o monstro,
Filiações - Victor Frankenstein (Criador ou pai)
Habilidades especiais - Super Força, regeneração e resistência ampliada, imortalidade.
Criação - criado pro Mary Shelley em 1818

Frankenstein ou o Moderno Prometeu (Frankenstein: or the Modern Prometheus, no original em inglês), mais conhecido simplesmente por Frankenstein, é um romance de terror gótico com inspirações do movimento romântico, de autoria de Mary Shelley, escritora britânica nascida em Londres. É considerada a primeira obra de ficção científica da história. 

O romance relata a história de Victor Frankenstein, um estudante de ciências naturais que constrói um monstro em seu laboratório. Mary Shelley escreveu a história quando tinha apenas 19 anos, entre 1816 e 1817, e a obra foi primeiramente publicada em 1818, sem crédito para a autora na primeira edição. Atualmente costuma-se considerar a versão revisada da terceira edição do livro, publicada em 1831, como a definitiva.  O romance obteve grande sucesso e gerou todo um novo gênero de horror, tendo grande influência na literatura e cultura popular ocidental. O aclamado autor de literatura de terror Stephen King considerou Frankenstein um dos três grandes clássicos do gênero, sendo os outros dois Drácula e Strange Case of Dr Jekyll and Mr Hyde. A obra está em domínio público e está disponível gratuitamente na Internet em língua inglesa.

 O romance é narrado através de cartas escritas pelo capitão Robert Walton para sua irmã enquanto ele está ao comando de uma expedição náutica que busca achar uma passagem para o Pólo Norte. O navio sob o comando do capitão Walton fica preso quando o mar se congela, e a tripulação avista a criatura de Victor Frankenstein viajando em um trenó puxado por cães. A seguir o mar se agita, liberando o navio, e em uma balsa de gelo avistam o moribundo doutor Victor Frankenstein. Ao ser recolhido, Frankenstein passa a narrar sua história ao capitão Walton, que a reproduz nas cartas a irmã. A história do capitão Walton é chamada de narrativa moldura (às vezes também narrativa quadro), onde uma história contém outra.  Victor Frankenstein começa contando de sua infância em Genebra como filho de um aristocrata suíço e adolescência como estudante autodidata dedicado e talentoso. Neste ponto ele apresenta Elizabeth, criada como irmã adotiva, e Henry Clerval, seu amigo para a vida toda. Frankenstein interessa-se pelas ciências naturais, e acaba estudando livros de mestres alquimistas, especialmente Cornélio Agripa, Paracelso e Albertus Magnus até os 17 anos de idade, quando seus pais enviam-no para estudar na Universidade de Ingolstadt, na Alemanha. Porém, antes da partida sua mãe vem a falecer.  Ao chegar em Ingolstadt o jovem Victor procura seus futuros mestres, que condenam fortemente o tempo de estudo dedicado aos mestres alquimistas, e apresentam-lhe as modernas ciências naturais. Empenhado em descobrir os mistérios da criação, Victor estuda febrilmente e acaba encontrando o segredo da geração da vida, o qual se recusa a detalhar ao seu interlocutor, o capitão Walton.  Frankenstein então dedica-se a criar um ser humano gigantesco, sacrificando o contato com a família e a própria saúde, e após dois anos obtém sucesso. Porém, Victor enoja-se com sua criação, e abandona-a, fugindo. É encontrado por seu amigo Clerval, que viera a Ingolstadt estudar. Exausto, sucumbe à febre, sendo cuidado por seu amigo pelos meses seguintes, até seu restabelecimento.  
( O monstro Frankenstein pela Dc e Marvel Comics)
Victor Frankenstein recebe uma carta de seu pai relatando o assassinato de William, o seu irmão mais novo, e pedindo a sua volta. Ao chegar em Genebra, é informado que Justine, uma criada muito querida da casa dos Frankenstein, é acusada do crime, sendo encontrada com ela a jóia que o menino levava antes de desaparecer, e que não estava junto ao cadáver. Mesmo assim Victor está convencido de que Justine é inocente, e o verdadeiro culpado é a sua criatura. Porém as evidências contra ela são fortes e Justine é condenada a morte e executada pelo crime. Frankenstein passa a se sentir culpado por ter criado o monstro, e o segredo e a culpa passaram a lhe torturar.  Lutando contra o desespero, o doutor Frankenstein resolve escalar o Monte Branco. Durante a subida, é encontrado por sua criatura, que é surpreendentemente articulada e eloqüente. O monstro conta sua história, narrando como fugiu do laboratório de Frankenstein para uma floresta próxima, onde aprendeu a comer frutas e vegetais, e a usar o fogo. Porém, ao encontrar seres humanos era sempre escorraçado e agredido, então eventualmente esconde-se no depósito de lenha anexo a uma cabana. Lá, observa através de frestas na parede a vida de uma família pobre de ex-nobres, afeiçoando-se a eles e ajudando-os em segredo. A família consistia de um pai cego e um casal de irmãos. Aprende a língua e a escrita espionando as aulas que davam à noiva árabe do irmão, e encontra livros onde aprende sobre a vida e a virtude. Após longo tempo toma coragem para se apresentar a família, e consegue conversar com o pai cego, mas quando os filhos chegam e o vêem junto ao pai também escorraçam o monstro, e fogem para sempre da cabana. A criatura torna-se amargurada e resolve procurar seu criador, cujo diário descobrira no bolso do casaco que levou do laboratório na noite da fuga. 

Durante a travessia é sempre agredido pelos humanos.  Ao chegar em Genebra encontra o irmão mais novo de Victor, William, e assassina-o, incriminando depois Justine. Ao terminar sua história, o monstro exige a promessa de que Frankenstein construa uma fêmea para ele, prometendo por sua vez deixar a humanidade em paz e ir viver com a sua noiva nas selvas sul-americanas. Caso o cientista se recusasse, o monstro promete fazê-lo passar por tormentos inimagináveis. Extremamente contrariado, Frankenstein concorda, e ao voltar para Genebra torna-se noivo de Elizabeth, partindo com Clerval para a Inglaterra, a fim de cumprir a sua promessa.  Na Grã-Bretanha, Frankenstein, após passar por Londres, onde havia os mais recentes avanços das ciências naturais e algumas cidades da Escócia vai para uma das ilhas do árquipelago das Orkneys, onde começa a construir a fêmea. Entretanto, ele muda de ideia, temendo criar uma raça de monstros que pudesse se virar não só contra ele, mas contra toda a raça humana. Após fazer várias considerações, Frankenstein decide que ele tem que sofrer as conseqüências por seus atos e não a humanidade, destruindo a criatura incompleta. O monstro acompanha o ato, e jura se vingar. Em seguida assassina Clerval. Frankenstein chega a ser acusado do crime, mas é inocentado por possuir um forte álibi. Seu pai vem lhe buscar e ambos retornam à Suíça.  

Mesmo devastado pela culpa e pela tristeza, Victor casa-se com Elizabeth e no mesmo dia sai para viajar em lua de mel. Na noite de núpcias, fica vigiando a casa, temendo um ataque da criatura contra ele, mas o monstro ataca Elizabeth e a estrangula. Victor volta a Genebra, e com a notícia da morte de Elizabeth, seu pai adoece e morre em seguida. Jurando vingança, o criador passa a perseguir a criatura, que o leva através de uma longa caçada em direção ao norte, prosseguindo pelos mares congelados, onde eventualmente são avistados pelo capitão Walton e sua tripulação.  O navio dos exploradores fica preso no gelo, e Victor, já bastante doente, acaba morrendo. O capitão Walton então surpreende a criatura na cabine, no leito de morte de Frankenstein, pranteando seu criador. Ela diz para Walton que não havia mais o que temer pois seus crimes terminaram com a morte de Frankestein,e prometeu ir ao extremo Norte e lá ela cometeria o suicídio trazendo paz aos humanos.

(Frankstein ao lado de Sherlock Holmes, Elijah Snow e uma figura misteriosa na revista Planetary)
Criação:
Em 1815 o Monte Tambora na ilha de Sumbawa, na atual Indonésia, entrou em erupção. Como consequência, um milhão e meio de toneladas de poeira foram lançadas na atmosfera, bloqueando a luz solar, deixando o ano de 1816 sem verão no hemisfério norte.  Neste ano, Mary Shelley, então com 19 anos e ainda com o nome de solteira Mary Wollstonecraft Godwin, e seu futuro marido, Percy Bysshe Shelley, foram passar o verão a beira do Lago Léman, onde também se encontrava o amigo e escritor Lord Byron. Forçados a ficar confinados por vários dias em ambiente fechado pelo clima hostil anormal para a época e local, os três e mais outro hóspede, o também escritor John Polidori, passavam o tempo lendo uns para os outros historias de horror, principalmente histórias de fantasmas alemãs traduzidas para o francês.  

Eventualmente Lord Byron propôs que os quatro escrevessem, cada um, uma história de fantasmas. Byron escreveu um conto que usaria em parte mais tarde na conclusão de seu poema Mazzepa. Inspirado por outro fragmento de história de Byron desta época, Polidori mais tarde escreveria o romance “O Vampiro”, que seria a primeira história ocidental contendo o vampiro como conhecemos hoje, e que décadas depois inspiraria Bram Stoker no seu Drácula. Porém, passados vários dias, Mary Shelley ainda não conseguira criar uma história. Eventualmente ela veio a ter uma visão sobre um estudante dando vida a uma criatura. Essa visão tornou-se a base da história de Frankenstein, a qual Mary Shelley veio a desenvolver em um romance, encorajada pelo seu futuro marido.  Desta forma, é curioso notar que o Frankenstein e o Vampiro vieram a ter sua gênese literária na mesma ocasião.  Shelley relatou sua versão da gênese da história no prefácio à terceira edição de seu romance.
(Frankstein ainda vivo, mas só com sua cabeça na revista Fábulas)
Frankstein foi adaptado em diversos livros, filmes, series, desenhos animados, vídeo games,bem como quadrinhos, devido ao fato de que os direitos do personagens são livres, recentemente foi adaptado na serie Penny  Dreadfull (cujo nome é o termo dado pelas antigas revistas aos quais as revistas pulps substituíram), uma serie de filmes de monstros foi anunciada pela Universal onde Frankenstein estaria ao lado deles.

sábado, 8 de outubro de 2016

O Projeto de trazer os heróis pulp aos cinemas nos anos 90 que falhou


Nas décadas de 30, 40 e 50 os heróis Pulp tiveram uma imensa popularidade, se tornando parte da cultura pop mundial, ganhando diversos filmes, series, programas de radio, livros, etc, porem o incidente "sedução dos inocentes" afetou o mundo de quadrinhos mais o mundo dos quadrinhos de terror e pulp, ao contrario do que a maioria das pessoas pensa os quadrinhos de super heróis que se iniciaram com o Super Homem entraram em decadência logo após o fim da segunda guerra mundial e os quadrinhos Pulp, assim como os quadrinhos de horror viraram mania nessa época, porem com a criação do livro sedução dos inocentes quase todas as editoras desses dois gêneros fecharam, dando espaço para os quadrinhos de super heróis retornarem a ficar famosos entre o grande publico.

Com a caça as revistas pulp e de horror,  muitos deles migraram para a tv e cinema, mas ainda de forma tímida devido aos eventos de suas caçadas, o gênero de horror começou a crescer como sempre no cinema, mas aos poucos os personagens pulp começaram a se tornar esquecidos e deixados de lado, houve uma tentativa de seu retorno nos anos 70 com o filme de Doc Savage se aproveitando do sucesso do filme do Super Homem, porem apesar da boa bilheteria não houve interesse de continuações, mas no final dos anos 80 com a popularidade das revistas desses personagens em outras editoras, bem como os desenhos Defensores da Terra e mais tarde do Fantasma 2040 nos anos 90 fizeram com que muitos estúdios vissem esses personagens como uma forma de se aproveitar do sucesso comercial de Batman de Tim Burton de 1989, tendo isso em vista procuraram por algo parecido nos anos 90 para vender, como os direitos do Sombra tinham se tornado públicos e ele foi um dos personagens que inspirou Batman decidiram que um filme deveria ser feito.

Houveram muitas brigas sobre como seria o roteiro, alguns não gostaram dos roteiros muito sombrios ou com comedia, um meio termo foi decidido e o diretor do primeiro filme de Highlander chamado Russell Mulcahy foi escolhido para dirigir o filme, optaram pela historia original do Sombra, Alec Baldwin foi escolhido para interpretar o Sombra em um filme feito pela Universal, produzido por 40 milhões mas apenas conseguindo 48 milhões, apesar de ter começado bem teve que competir com Rei Leão e Top Gun, um jogo de tabuleiro, livros, um jogo pimball e um jogo de vídeo game que foi cancelado durante sua produção, diversos bonecos foram lanados nessa época, ele era conhecido plenamente como o primeiro anti herói mascarado e inspiração como o Batman, um dos supostos motivos do filme ter ido mal era o fato de ser um filme de época e ter um vilão considerado fraco que era um descendentes de Gengis Khan que tinha as mesmas habilidades do sombra, a produção foi interrompida devido a um terremoto na cidade onde era gravado, muitos sets foram destruídos durante ele, por isso que a batalha final na casa dos espelhos foi tão curta, o filme foi elogiado pelos seus efeitos especiais e pelo personagem principal, mas devido a queda na bilheteria uma continuação foi cancelada, apesar disso o filme acabou se tornando um sucesso no vídeo domestico, talvez se seu lançamento fosse adiado por alguns meses pudesse ter se saído melhor na bilheteria.
Em 1996 a Paramount tinha um plano mais audacioso ainda, sabendo que o Fantasma assim como todos os herois Pulp que formavam os Defensores da Terra estavam com direitos livres e ainda eram um sucesso na reprises bem como o desenho animado Fantasma 2040, tiveram a ideia de criar um universo de super herois seu, inicialmente começando com o personagem mais conhecido o Fantasma em 1996, assim como o Sombra era um filme de época durante as aventuras do 21 Fantasma, o filme custou cerca de 45 milhões de dólares e arrecadou apenas cerca de 18 milhões, sepultando assim a ideia de um universo integrado, muitos alegavam que o período e o modo camp do herói foram o seu fracasso e que deveria ser mais sombrio, se tivesse dado certo levaria aos filmes de Mandrake, Flash Gordon e finalmente um filme dos Defensores da Terra.

Recentemente um piloto de uma serie do Fantasma aqui chamado de o 22 herdeiro também foi cancelado, nos quadrinhos a Dynamite reviveu os defensores da Terra os unindo com outros heróis pulp, com o sucesso da revista um filme do Mandrake tem sido planejado por diversos estúdios, mas oficialmente nada saiu a respeito.

É uma pena que a falta de planejamento dos estúdios tenha levado a esses fracassos pois poderia ter sido o começo de um retorno dos pulps aos cinemas, porem acredito que devido ao fato dos direitos autorais estarem livres podemos ainda ter esperança de voltar a ver esses hérois no cinema.